O JACARÉ BOM PAPO - HONESTIDADE

O pintor- musica



O Pintor
Maria Ivone / ES

Eu vou pintar, eu vou pintar
O mar de verde
E o céu eu vou pintar
Todo de azul

Eu vou fazer, eu vou fazer
Um sol bem grande
Bem redondinho
E bem quentinho

No mar a navegar
Lindo barquinho
Todo branco
Com uma vela amarela

E nele juntos nós vamos passear
Não pode haver
Não pode haver
Arte mais bela
video

ou pode pegar aqui...



Turma do Dequinho - Meu amigo Simão



Clipe sobre a bela amizade entre Dequinho e Simão, personagens de uma série de quadrinhos espíritas:


A FELICIDADE DAS BORBOLETAS- HISTORIA

Vou colocar de duas maneiras, escolha o que achar melhor.
O primeiro é down para power point, só clicar















by: grupo "PELOS CAMINHOS DA EVANGELIZAÇÃO NO MATERNAL E JARDIM"

AS BOAS OBRAS QUE VAMOS FAZER- Primeiro dia de aula




OBJETIVO DA AULA: Conscientizar as crianças da oportunidade de um novo ano que se inicia. Realizar rápida retrospectiva do que foi o ano que se passou. Pensar bastante o que faremos, quais são os nossos “sonhos”. O que mais queremos para nossas vidas. Se preocupamos mais com as coisas materiais, se pensamos um pouco no nosso crescimento espiritual. Qual é a ideia que temos do significado de Boas Obras. O quê representa grandes obras ou pequenas obras? O que o Mestre Jesus espera de nós? Qual é o caminho que Ele nos ensinou a trilhar? Como é a nossa convivência em família na construção das nossas obras? Qual o significado do “Amor ao nosso próximo” e como devemos viver este mandamento?
- Separar os conceitos de obra material e obra espiritual. (Bens materiais X Bens espirituais)
- Enfatizar a necessidade da construção de tesouros que levaremos conosco. Explicar como conseguiremos esta realização. 
Conteúdo Evangélico / Doutrinário

Prece inicial
1º Momento: Ler para as crianças - Mateus cap. 5 vers.16 
...
“16 Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus.”

Conversar com as crianças explicando o significado deste profundo ensinamento à luz da doutrina espírita.
Exemplificar com simplicidade para alcançar o entendimento das crianças.
Falar sobre o preparo diário com oração e vigilância.
Correlacionar com profissões, suas funções e benefícios. Sempre tentando “puxar” a “pequena bagagem de conhecimentos” que cada um traz.
Citar pequenos gestos que se transformam em grandes obras em determinadas situações.
Falar da solidariedade das pessoas no incêndio ocorrido no sul recentemente. Traçar um paralelo com as coisas erradas que ocasionaram o terrível acidente.
2° Momento:

Fazer uma dinâmica com as crianças para eles vivenciarem uma situação em que possam realizar uma boa ação e que esta ação represente uma Boa Obra.

Exemplos e Sugestões:

- Uma situação no trânsito, ajudando um idoso, ou cego atravessar a rua. Onde uma criança será o semáforo. Um será o carro, ou bicicleta andando na via. E outros dois ou mais que serão o que vai ajudar e o que será ajudado. 
- Uma situação na sala de aula ou em casa, onde alguém precisa de ajuda. Escolher os personagens e auxiliar na dramatização. 
Sempre concluindo os benefícios daquele auxílio prestado, os males evitados e as bênçãos recebidas. 
3° Momento: 
Realizar uma cartilha com gravuras de revistas ou desenhos para colorir.
Os desenhos ou gravuras deverão retratar situações sobre o tema da aula.
4° Momento: 
- Recolher os materiais utilizados.
- Concluir o tema da aula
 5° Momento: 
- Música
- Oração de agradecimento.

O corpo




Apresentar o cartaz as crianças e trabalhar em cima dele as questões:

1) Todas as crianças desse cartaz são iguais?

a) Iniciar demonstrando como primeira diferença a questão do sexo: meninas( estão agrupadas na parte superior e central do cartaz) e meninos (estão agrupados na parte inferior e cental).
Aproveitar o momento e perguntar aos evangelizando: Quem é menina? Quem é meninos?

b) Trabalhando o grupo das meninas perguntar: todas as meninas são iguais?Com a resposta negativa, continuar questionando: Quais diferenças vocês veem nas meninas?
Sempre demonstrar as diferenças que eles não falarem.

Continuar com o grupo dos meninos.

P.S: Nessa demonstração, tanto no grupo feminino como no masculino, colocamos entre as diferenças peso, altura, cor de cabelos diversas, óculos, crianças com deficiência física, tipos raciais diversos e etc. Nessa atividade, deve ficar claro que cada pessoa tem um corpo diferente da outra.

2)Utilizando os rostinhos dos círculos, fazer uma brincadeira com os evangelizandos. Um de cada vez deve se aproximar da cartolina e escolher um rosto em determinado círculo. Em seguida, tem que achar um rosto igual no outro círculo.

3) Usamos as figuras maiores para perguntar: Tem alguma dessas crianças que se parecem com você? Em que ela se parece?

4)Questionar: Quem deu esse corpo para nós? Resposta: Deus. Explicar que devemos ter nosso corpo como um presente de Deus e por isso, devemos cuidar dele com todo carinho!

5)Fazer atividade com um desenho que demonstre as partes do corpo (cabeça, tronco e membros), utilizando lápis de cor.

6)Prece final, onde agradecemos pelo corpo perfeito que Deus nos deu!


by: grupo "PELOS CAMINHOS DA EVANGELIZAÇÃO NO MATERNAL E JARDIM

Provas da Existência de Deus/ Amor à Deus


OBJETIVO: 
- Citar provas da existência de Deus. 
- Identificar, entre outras coisas, aquelas criadas por Deus. 
- Identificar a água como elemento essencial aos seres vivos. 
- Dizer como podemos demostrar nosso amor a Deus e à sua criação. 
- Identificar no amor ao próximo a forma mais bela de amar a Deus.

CONTEÚDO:
- As provas da existência de Deus são percebidas na criação e nas leis que a regem. 
- A natureza é a prova concreta da existência de Deus, pois, o homem, por mais inteligente que seja, não tem condições para criar a vida. 
- Deus é fonte e princípio de toda a vida. 
- A existência de Deus é pois, uma realidade comprovada não só pela revelação, como pela evidência material dos fatos. 
- A água é uma substância que existe em grande quantidade em nosso planeta. Três quartos de superfície da Terra são cobertos de água. É um líquido indispensável à vida animal e vegetal, além de ser usada ara outras finalidades. 
- A vida inexiste sem água, dela dependem todos os seres vivos, que a utilizam como alimento. Com água saciamos nossa sede, asseamos nosso corpo, limpamos nossos objetos e locais de moradia. Também com água, irrigamos o solo para plantar nossos alimentos. 
- O amor a Deus deve ser demosntrado e sentido em todos os momentos de nossa vida. E esse amor se traduz, não só pela confiança que demostramos sentir em Deus, como também pelo respeito e consideração por tudo o que Ele criou. 
- Quem ama a Deus trata a todos como irmãos e não faz distinção entre ricos e pobres, pretos e brancos, fortes ou fracos. 
- Posto que Deus é Amor, não há como adorá-lo senão “amando-nos uns aos outros”, pois, como sabiamente nos ensina João, o apóstolo, “se o homem não ama a seu irmão, que lhe está próximo, como pode amar a Deus, a quem não vê? 
- Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu espírito; este o maior e o primeiro mandamento. E aqui tendes o segundo, semelhante a esse: Amarás o teu próximo, como a ti Mesmo. – Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos.” 
- Deus é uma realidade ativa. Deus é nosso Pai, nosso guia, nosso condutor, nosso melhor amigo; por pouco que lhe dirijamos nossos apelos e que lhe abramos nosso coração, Ele nos esclarecerá com a sua luz, nos aquecerá no seu amor, expandirá sobre nós sua Alma imensa, sua Alma rica de todas as perfeições; por Ele e nEle somente nos sentiremos felizes e verdadeiramente irmãos.

ATIVIDADE:
1)      Iniciar a aula com uma prece;
2)      Ler uma frase do Evangelho Segundo o Espiritismo e fazer o comentário;
3)      Contar uma história que fale dos sinais de Deus(Anexo1).
O Evangelizador ao terminar a história deverá conversar acerca da história, lembrando que poucas vezes paramos para apreciar a obra de Deus. Para que possamos observar, valorizar e agradecer tudo o que Deus criou precisamos estar atentos ao mundo em que vivemos. Estamos rodeados da obra divina (os sinais da existência de Deus), basta que atentemos para a beleza da natureza, dos mundos, do Universo.